top of page
  • Foto do escritorRedação

10 já morreram| Eunápolis vira praça de guerra com mais dois mortos em disputa de facções


Foto via41

Segundo o comando das forças policiais, duas facções brigam pelo controle do tráfico de drogas na cidade, seriam: PCE e BDM, de acordo com o coordenador da 23ª COORPIN, Delegado Moisés Damasceno.


No início da tarde desta sexta-feira (10), a princípio, mais duas pessoas morreram durante incursão da polícia especializada - RONDESP/SUL - e Polícia Civil em ação de combate a guerra entre as facções, na cidade de Eunápolis, no bairro Santa Lúcia. O total de mortos, desde o dia 05, onde um PM a paisana e de folga morreu numa festa na estrada da Colônia, durante troca de tiros com um indivíduo com várias passagens pela polícia, (o indivíduo também morreu naquele confronto), já totaliza dez pessoas mortas.



Foto - radar.news

Na ação desta sexta, ocorrida numa região de charco e vegetação entre os bairros Santa Lúcia e Itapuã, dois bandidos morreram no confronto com as forças policiais e outros evadiram do local. As autoridades afirmam que os agentes da lei foram recebidos a tiros e até granada contra os policiais foi lançada, durante a ação que visava evitar o confronto armado entre as duas facções. Até o fechamento da matéria os dois homens mortos não haviam sido identificados.


A população vive dias de pânico diante da intensas trocas de tiros.



Veja a fala do delegado, Moisés Damasceno, concedida ao jornalista Tássio Loureiro/via 41

Commenti


NOS ACOMPANHE E NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • TikTok
  • Youtube
  • Soundcloud
  • Whatsapp
  • Telegram

Role para baixo e veja mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00_edited.jpg
728x180-min.gif
PC CA.png
bottom of page