BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

A diferença entre o pulo do gato e a tocaia da onça


Dizem que, diante dos anos vividos, a experiência é o maior patrimônio de uma pessoa. Esta máxima é uma das maiores verdades que alguém já disse; desse modo, me recordo do conto que narra a esperteza da onça em querer comer o amigo gato, diante da escassez de comida na floresta; a estorinha fala que um gato ensinou seus vários pulos para a onça, no entanto, a floresta um dia entrou em crise e já não tinha mais alimento para ninguém, então a coisa virou um "Deus nos acuda" e um "salve-se quem puder".


Apesar da amizade da onça com o gato, não havia mais o que fazer, sendo a onça maior e mais faminta, considerou logo em abocanhar o pobre amigo gato. Numa noite de muita fome, a onça se preparou e ficou de tocaia na espreita, esperando o gato, afinal ele seria sua refeição.

Ela se posicionou, armou suas afiadas garras e quando o gato passou, ela por trás pulou sobre o gato, mas para decepção da onça, (sua refeição), ou melhor, o amigo gato, deu-lhe um pulo espetacular e caiu de pé por trás da onça. Surpresa e espantada a onça perguntou para o gato:

_Amigo gato você não me ensinou esse pulo. De pronto o amigo gato lhe respondeu:

_Quem é amigo de onça, sempre tem "o pulo do gato!"


Moral da história - na vida, quem é amigo de onça tem que está sempre preparado para quando quiserem te fazer de refeição, ter sempre o 'pulo do gato!'. Assim, concluímos, o segredo é não ser amigo da onça, afinal, entre amizades verdadeiras não existe o "amigo da onça!"

  • Cinza ícone do YouTube
  • SoundCloud - círculo cinza
  • Grey Twitter Ícone
  • Grey Facebook Ícone