BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

A inevitável liderança de Cordélia e o desmoronamento político dos seus opositores


Não há como evitar. Mesmo que grupos de oposição tentem a qualquer custo impedir a liderança da prefeita de Eunápolis, Cordélia Torres (UB), isso acontecerá inevitavelmente. A desenhada liderança do grupo político da prefeita em todo Extremo Sul baiano é apenas uma questão de tempo, embora o desgaste sofrido pelas incursões diárias contra a gestão Cordélia, em emissoras de rádio e blogs ligados a oposição sensacionalista, tentando distorcer fatos, mirando unicamente em desconstruir a verdade.


O desmonte da oposição, começa pelos líderes da velha política contrários a atual gestão, estarem enveredados em processos até a alma, e, dentro de uma cortina de fumaça impregnada de corrupção.


Cordélia é a nova liderança política da região, fato. As considerações aqui feitas, acompanham o raciocínio da lógica, dentro da atual atmosfera política baiana e do desenho que se estabelece para o momento em todo Estado, ou seja, o ambiente político vai além dos muros regionais, ou locais, basta olhar para as montagens e arrumações para as eleições deste ano, que, se percebe o absoluto isolamento da oposição em Eunápolis.


Em rápidas pinceladas e sem mais delongas, quem conhece de política sabe do que estou falando. Ou seja, roda gigante girou...