top of page
  • Foto do escritorRedação

Aconteceu mais um assalto cinematográfico a bancos em cidade baiana


O clima de medo se espalhou pela cidade de Muritiba, no Recôncavo Baiano, na madrugada desta segunda-feira (7). Tiros e explosões acordaram os moradores durante o roubo a três agências bancárias da cidade.

"Foi meia hora de muito barulho. Os tiros não paravam, nunca vi daquele jeito. A gente acordou e ficou muito assustado. Achei que iam acabar com a cidade", contou uma moradora que não quis se identificar.


Ainda segundo ela, o medo foi tanto que ela resolveu se abaixar para não ser atingida por nenhum tiro. "A gente acordou e falei para todo mundo se abaixar em casa. Todos nós ficamos deitados por alguns minutos. Depois percebemos que, apesar do barulho perto, eles atiravam para cima e a casa não estava sendo atingida", relatou.


O ataque às agências surpreendeu os moradores, que nunca tinham vivenciado uma situação semelhante. "Meu filho ficou muito assustado. Como disse, ninguém viu coisa desse jeito antes e não conseguimos esconder a preocupação. Criança percebe e começa a chorar", completou a moradora.


Durante o assalto, algumas pessoas foram feitas como reféns pelo grupo armado. Segundo moradores, essas pessoas aguardavam para vir a Salvador fazer exames. "Não estava na rua, mas uma parente contou que eles pegaram um povo na frente da prefeitura e fizeram de reféns. Primeiro duas senhoras e depois dois homens. Eles estavam ali esperando um carro para ir em Salvador fazer exame e acabaram expostos aos criminosos", detalhou a moradora.


Ataque coordenado Na Rua Tancredo Neves, onde fica a companhia de polícia da cidade, as cápsulas ficaram espalhadas pelas ruas. "Na rua de minha mãe fica o esquadrão da polícia militar onde 4 bandidos ficavam disparando sem cessar por uns 20 minutos. Essas marcas de tiro que ficaram aqui na rua Tancredo Neves e restos dos projéteis que nós moradores recolhemos", contou uma moradora, que preferiu não se identificar.

Para ela, o ataque foi coordenado. "Minha família teve que ficar agachada no banheiro. Com medo dos tiros. E os bandidos aqui na rua para intimidar a polícia. E os outros causando as explosões. Parecia um ataque coordenado", contou. As fachadas das casas, um carro e até as árvores foram atingidas pelos disparos.


O clima ainda é de medo na região, pois até o acesso à cidade foi bloqueado durante o ataque. "Fecharam com barricadas e fogo os principais acesso à cidade".


Buscas Segundo a Polícia Militar, das Companhias Independentes de Policiamento Tático (CIPT) Rondesp Leste e Especializado (Cipe) Litoral Norte, além de equipes da 27ª CIPM, foram acionados para atender a ocorrência.

Os policiais já iniciaram as buscas para localizar os autores das explosões. Ainda não há informações sobre dinheiro roubado.

Segundo informações da Polícia Civil, a equipe da Coordenação de Repressão a Crimes contra Instituições Financeiras foi acionada e já começou a coletar as primeiras informações, a exemplo de veículos utilizados pelo grupo criminoso para a chegada e a fuga da cidade.

Até o momento, ninguém foi preso.

Comments


NOS ACOMPANHE E NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • TikTok
  • Youtube
  • Soundcloud
  • Whatsapp
  • Telegram

Role para baixo e veja mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00_edited.jpg
IMG_6502.gif
PC CA.png
bottom of page