top of page

NOS ACOMPANHE E NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • TikTok
  • Youtube
  • Soundcloud
  • Whatsapp
  • Telegram
  • Foto do escritorAntonio Marcos Nunes

APLB Eunápolis tem que ser responsabilizada por tanta incoerência


Sonho de ser vereadora pode ter tirado visão de educadora da presidente da APLB

"Dê a César o que é de Cesar", talvez essa expressão nunca foi tão apropriada para falar sobre o recente, dos mais recentes episódios que a APLB Eunápolis mostra sua incoerência, em que o prejuízo sempre recai sobre o alunado. Pasme senhoras e senhores pais, ontem foi dia 01 de Junho, isso mesmo, 01 de Junhoooo... exatamente, e acreditem o sindicato dos professores de Eunápolis, a APLB, simplesmente ridiculariza ao paralisar, nesta quinta-feira no período matutino, dia 01 de junho para reclamar atraso de salário do mês de maio. Pasmem!! Absurdo!!


Neste caso, vou advogar a causa do município, se assim o for; como pode dia 01, paralisar alegando atraso do mês anterior, e o pior, segundo o site bahia40graus, o dinheiro estava na conta, e mais o mesmo site bahia40graus, faz dura acusação a Jovita Lima, presidente da APLB Eunápolis, quando diz que a entidade sindical está aparelhada e, sua presidente manobra os interesses da educação em benefício próprio, tendo como foco sua provável candidatura ao legislativo eunapolitano em 2024. Será mais uma vez candidata?


Há a necessidade urgente que os pais de alunos assumam o protagonismo de defender os interesses de seus filhos, que são a primazia de uma sociedade, longe dos interesses eleitoreiros de uma presidente sindical. Fica a dica.

Comments


Role para baixo e veja mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00_edited.jpg
PC CA.png
bottom of page