BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

Bahia - Sistema público de saúde pode entrar em colapso nas UTI's por conta da pandemia


O governador da Bahia alerta para um colapso na ocupação nos leitos de UTI públicos na Bahia. Nesta quinta-feira (14), o gestor afirmou que a estimativa de esgotamento, se mantido o padrão de crescimento de disseminação do coronavírus no estado, é para o início de junho.

“Nossa estimativa é que, mantido o atual padrão de crescimento, chegaríamos a um esgotamento aqui na Bahia do nosso potencial de recursos materiais e humanos na primeira semana ou na primeira quinzena de junho”, alertou, no “Webinário” promovido pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

De acordo com o governador Rui Costa, o estado não possui estrutura para ofertar mais que os 1.300 leitos de UTI programados. “Estaríamos alcançando o patamar de 1.300 ocupados, que é o nosso teto programado. Nós nem temos equipamentos e nem temos pessoal suficiente para abrir novos leitos de UTI, principalmente. Leitos clínicos até temos”, disse.

Além da escassez de leitos de UTI, há outro ponto crítico: a falta de médicos. Por conta disto, o governo da Bahia pode recorrer à Justiça Federal para conseguir a contratação de médicos sem diploma regular no Brasil.