top of page

NOS ACOMPANHE E NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • TikTok
  • Youtube
  • Soundcloud
  • Whatsapp
  • Telegram
  • Foto do escritorRedação

Bahia tem cerca de 200 municípios em calamidade com a seca e 30 sofrendo em consequência das fortes chuvas



Cerca de 200 municípios estão sendo castigados pela seca e outros 30 estão sofrendo com as chuvas na Bahia. Nesta terça-feira (6), durante uma apresentação da Secretaria da Segurança Pública (SSP) do balanço das ocorrências registradas em janeiro, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Adson Marchesini, chamou a atenção para a situação das cidades no interior.



 


"A chuva deu uma trégua nos últimos dias, mas as consequências foram muito grandes. Estamos monitorando todos esses municípios para que em caso de necessidade os Bombeiros possam responder rapidamente. Visitamos três municípios na região oeste, no fim de semana, para verificar as consequências da chuva. São quase 300 bombeiros atuando no interior nesses casos", afirmou.


Ele frisou que a prioridade da corporação é salvar vidas, afirmou as equipes estão atendendo as ocorrências, salvando também animais e realizando ações preventivas em locais de risco para evitar tragédias. "Também fazemos o papel de Defesa Civil auxiliando os municípios", disse o comandante.


A situação mais crítica das cidades castigadas pela chuva são Ilhéus, Muquém de São Francisco, Wanderley, Cotegipe, Quijingue e Dário Meira. Os bombeiros resgataram 28 famílias. Ruas foram alagadas, a água invadiu lojas, outros estabelecimentos comerciais e as casas, e famílias estão desabrigadas.


Em todo o estado, o número total de atingidos supera 117 mil pessoas. Foram contabilizados ainda seis óbitos. São 598 desabrigados e 9.153 desalojados após os temporais.

Comments


Role para baixo e veja mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00_edited.jpg
PC CA.png
bottom of page