BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

Bahia - Traficante tem coração arrancado por rivais durante rebelião em penitenciária


Preso teve coração arrancado do peito

Durante rebelião na Penitenciária Lemos de Brito, no domingo (20), o detento Daniel Pereira dos Santos, conhecido no mundo do crime como Cuminho, que cumpria pena por homicídio teve o coração arrancado do peito por rivais.


Segundo publicação do jornal correio, Cuminho era líder da segunda maior organização criminosa do país, o CV - Comando Vermelho. Integrantes de três grupos rivais conviviam no mesmo espaço dentro da penitenciária, que são os membros das organizações criminosas, Comando Vermelho, Tropa A e Katiara. Com o crescimento do CV no presídio, o líder do Tropa A, conhecido como Porquinho, deu ordem de extermínio aos adversários do CV.


Cuminho está entre os seis mortos na rebelião, ele ainda tentou fugir dos seus executores pela porta da frente, mas foi impedido por um policial penal.


Cuminho cumpria pena de 164 anos de prisão pela chacina ocorrida no ano de 2017 em que seis pessoas foram mortas na localidade conhecida como "Congo", na capital baiana - Salvador

  • Cinza ícone do YouTube
  • SoundCloud - círculo cinza
  • Grey Twitter Ícone
  • Grey Facebook Ícone
  • Whatsapp
  • Grey Instagram Ícone