BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

Belmonte - Prefeito diz que está ameaçado de morte e fala que já foi avisado que não termina mandato


No discurso do prefeito de Belmonte, Bebeto Gama (PP), por ocasião do aniversário da cidade, no domingo, 23 de maio, o gestor em um dos trechos do seu discurso, faz uma grave revelação - segundo ele, tem sido ameaçado de morte - e já foi avisado que não terminará o mandato. Disse Bebeto.


O prefeito não informou se já fez Boletim do Ocorrência, no entanto, fica o chamamento para as autoridades, e cabe ao alcaide esclarecer os fatos, e dizer quem o avisou de que corre risco de morte, e de onde está vindo as possíveis ameaças.


As questões políticas, tem seu terreno, no entanto a ameaça a uma autoridade não pode passar sem as devidas explicações. E, ao dizer que o aviso foi dado em sua casa, por alguém que frequenta sua residência, na presença da esposa e dos filhos, cabe agora a polícia, saber a origem e o possível ameaçador contra vida do gestor, e quem sabe dos fatos, que o avisou.


O prefeito, Bebeto Gama, com a voz aparentemente embargada, passou o recado: "A minha esposa e meus dois filhos, que já ouviram dentro da minha casa que Bebeto ganhou a política mas ele não governava, porque iriam matar Bebeto; mas, gente na bíblia diz - orai e vigiai, mas nós temos muita fé, nós temos um Deus vivo que a gente ora e agradece todos os dias. Eu tenho sido muitas vezes ameaçado; eu já disse aos meus dois filhos e a esposa, que saio e não sei se volto. Só Deus e, tá na mão dele..." pontuou Bebeto.


Enfim, a afirmação vinda do prefeito, deve ser investigada e apurada, e responsabilizar a quem tiver de ser responsabilizado. O ministério Público deve se fazer presente e a polícia civil deve apurar os fatos. E, o prefeito que fez a declaração pública que está sendo ameaçado terá que se explicar, pois o assunto coloca em cheque seus adversários políticos, possíveis desafetos, correligionários insatisfeitos, enfim, diante das revelações, cabe agora elucidar os fatos nesta cortina de fumaça.


Estaremos acompanhando.