top of page
  • Foto do escritorRedação

Câmara põe na pauta afastamento cautelar da prefeita Cordélia


A Câmara Municipal de Vereadores de Eunápolis pautou para a quinta-feira, dia 04 de maio, a apresentação e, consequente votação pelos 17 edis, no plenário da Casa de Leis o relatório com o parecer da Comissão Processante, que investiga denúncias contra a prefeita de Eunápolis, Cordélia Torres de Almeida (União), por incorrer em crimes contra o erário público na elaboração e execução do evento junino, São João se Encontra com Pedrão; edição 2022 do 'Pedrão' e, pede entre outras providências, o Afastamento Cautelar da gestora em face do prosseguimento investigatório que está em tramitação no legislativo municipal, que prevê como consequência direta a perda do mandato de prefeita em julgamento de competência política. Vale lembrar que na mesma peça acusatória é lançada luz sobre crime praticado pela prefeita Cordélia Torres, ao falsificar documento oficial apresentado a justiça como objeto original, como ferramenta para ludibriar a autoridade judicial, apresentando em juízo um decreto falso, na tentativa de encobrir notado e comprovado desvio de conduta no exercício da função pública.

O afastamento é dado como certo pelos vereadores em resposta às práticas delituosas da gestora municipal em face às graves denúncias e seus desdobramentos.

1 Comment


Daniel de Jesus Oficial
Daniel de Jesus Oficial
May 04, 2023

Bom dia a todos se ela cometeu algum crime que ela venha pagar .

Like

NOS ACOMPANHE E NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • TikTok
  • Youtube
  • Soundcloud
  • Whatsapp
  • Telegram

Role para baixo e veja mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00_edited.jpg
IMG_6502.gif
PC CA.png
bottom of page