Leia Também
  • cdn24horas

Coronavírus - Os lobos atacam no momento de dor coletiva


EDITORIAL


A política pelo caos toma proporções maiores que a própria pandemia, e qualquer noção da razão e do equilíbrio se fazem ausente pelos arroubos dos que lucram com tudo isso. O medo; o pânico; e sobretudo a real gravidade de uma doença desconhecida que vem sendo explorada por agentes públicos nefastos, tudo em nome do caos lucrativo. O distanciamento social é vital, as noções de higiene imprescindíveis, mas acima de tudo a consciência coletiva de se fazer a coisa certa. Tanto governantes quanto a população têm de dividir a responsabilidade, o vírus não tem bandeira ideológica, não tem cor partidária, no entanto, os velhos lobos, que sempre deixaram criancinhas sem merenda escolar, viajando em ônibus escolares sucateados; que nunca respeitaram a vida alheia e, a saúde de onde governam, sempre esteve na UTI; que formaram quadrilhas especializadas em roubar o dinheiro público e, abrigar debaixo do chapéu da corrupção os apaniguados do poder, abastecidos com dinheiro do povo, mesmo sabendo de toda verdade formam um exército de defensores da corrupção, tão somente pelas migalhas que caem da mesa, aproveitam para fazerem desse momento de dor coletiva, uma oportunidade política. A doença é real e letal, o coronavírus mata, mas a muito tempo, nossa gente vem morrendo no hospital sem ser respeitada; nossos filhos ridicularizados com a sugestiva merenda, ou, melhor, humilhados, e assim pra essa turma que vê oportunidade em tudo, até na morte, acham o cobertor certo, usando a pandemia. Enfim, a conta vai chegar, e eis a pergunta, quem vai pagar?