Leia Também
  • cdn24horas

COVID 19 - As incertezas do amanhã e o medo do presente


A pandemia do novo coronavírus e o seu efeito letal com a mortandade que assola as nações, cria no ambiente humano a sensação de desolação; das perdas e incertezas; do medo do que possa nos aguardar lá na frente.


Famílias foram dizimadas e, o adeus sem direito a despedida. Ficou só a lembrança do último sorriso, ou da agonia antes da partida. Daí as incertezas para o amanhã e o tenebroso medo do agora.


O vírus, chamado de covid-19, que surge, quando a ciência médica vive seus mais significativos avanços, mostrou que nada sabemos, diante do desconhecido; daquilo que nunca vimos, e, nos surpreendeu da noite para o dia, ceifando vidas e aterrorizando as almas viventes.


Enfim, resumo da ópera, nunca foi tão vital, um cuidar do outro, num mundo individualista e selvagem. Talvez, quem sabe, a vida possa ser vivida sem esperar muito do amanhã. Viver e viver como um eterno aprendiz, afinal, foi provado que nada sabemos.


É preciso Deus!


Por - Antonio Marcos Nunes