top of page
  • Foto do escritorRedação

Crise institucional em Eunápolis reflete momento político delicado, entenda

ENTENDA

 

Contas aprovadas foi o estopim

Com a aprovação das contas do ex-prefeito, Robério Oliveira (PSD), exercício financeiro do ano de 2018, por um placar elástico, de 12 votos a favor e apenas 4 contra e uma abstenção, em votação (escrutínio secreto) ocorrida na Câmara Municipal de Eunápolis, na manhã de quinta-feira (16), instalou-se uma ruptura institucional nas relações entre os poderes executivo e legislativo, com troca de ofensas e acusações. Devemos ressaltar que o governo municipal se mobilizou para reprovar as contas do ex-gestor, sem obter sucesso junto aos parlamentares, apesar de usar a tropa de choque da gestão para pressionar o parlamento - mesmo as tais contas já estarem com recomendação do órgão de controle TCM pela aprovação.


Falta de habilidade política

Fica aparente a falta de liderança e inteligência emocional da gestão, além de ser mau assessorada no campo das relações institucionais, e ainda um total afunilamento de decisões, com um estilo ultrapassado de agir nas quatro linhas do jogo político. Uma gestão carregada de meninices, atabalhoada e sem ouvidos, "dizem que por lá tem que não houve ninguém, uma espécie de sabe tudo"; enfim, os tempos mudaram, as pessoas também, agora imaginem a maneira de fazer gestão pública e política.


Denúncia fundamentada foi protocolada

Foi protocolada denúncia na Casa de Leis (Câmara de Vereadores), na segunda-feira, dia 20, pelo empresário, Valvir Vieira, que oferta vasta documentação comprovando irregularidades ocorridas na promoção e realização do evento São João se Encontra com Pedrão-2022, com grave lesão ao erário público, segundo o denunciante. Amanhã, quinta-feira, dia 23 de março, haverá sessão na Câmara de Vereadores, e é grande a expectativa de um posicionamento dos vereadores pela abertura de investigação e a devida apuração dos fatos. O denunciante, Valvir Vieira, é autor das peças que culminaram no afastamento por cinco meses do ex-prefeito, Robério Oliveira, em 2017, e tem tido notoriedade quando o tema é gastos públicos, e não tem qualquer vínculo político com o ex-gestor.


Manobra infantil tenta arrastar ex-prefeito

A manobra infantil de arrastar o ex-prefeito Robério para o imbróglio, é uma espécie de remendo novo em tecido velho. O ex-prefeito só aparece no evento da aprovação das contas, todo o resto é fruto de uma gestão trôpega e envolvida nas suas próprias escolhas, e agora a conta chegou.


Gestão lança município em seu pior momento

O atual governo municipal conseguiu lançar Eunápolis, em seus mais de trinta anos de emancipação no pior período da história política/administrativa do município - carregando consigo uma gigantesca insatisfação da população; alvo de críticas por não traçar metas de gestão e andar em círculos sem chegar a lugar algum; cidade vive dias de abandono e serviços públicos inoperantes que não atendem ao clamor popular; licitações e processos contratuais suspeitos; estigma de perseguição a servidores, além de uma lista sem fim de atos ligados ao governo e seus agentes públicos, que tornam a atual gestão uma afronta a pluralidade política e ao exercício pleno da municipalidade.


É necessário a LUZ

No Estado Democrático de Direito, no estabelecimento das funções públicas, cabe dentre outras atribuições da vereança, FISCALIZAR, e, em gênero, número e grau, esta é a expectativa da população eunapolitana, quanto ao que se espera dos edis, principalmente que traga à luz a verdade onde há suspeitas de desvio de dinheiro público.

1 Comment


Daniel de Jesus Oficial
Daniel de Jesus Oficial
Mar 22, 2023

Bom dia a todos o negócio é trazer a verdade a tornar se houver , corrupção ela tem que ser afastada mesmo já que ela não está fazendo nada em nenhuma área da cidade . A cidade tá um caos total.

Like

NOS ACOMPANHE E NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • TikTok
  • Youtube
  • Soundcloud
  • Whatsapp
  • Telegram

Role para baixo e veja mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00_edited.jpg
728x180-min.gif
PC CA.png
bottom of page