BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

Crise na saúde de Eunápolis é mascarada com a pandemia


Eunápolis já vem mostrando sua incompetência com gestão em saúde, faz tempo. A falta de uma política de saúde pública eficaz vem sendo o alvo de críticas de toda população desde sempre. O HGE que em tese deveria ser uma referência, não passa de um gargalo falido de uma gestão pública que não leva a saúde à sério. Para coroar a incompetência, platinaram a velha e conhecida saúde municipal na base da bengala e diante da crise da pandemia do coronavírus tentaram desviar a atenção, mas a inoperância se supera a cada dia e quem busca atendimento no principal equipamento de saúde da cidade vive outra pandemia, a universalização da incompetência no setor, advinda de sua gestão. A desnutrida saúde praticada no município de Eunápolis foi abastecida de última hora com a fanfarrice de um mega orçamento para implantar leitos de UTI que foram empurrados com a 'barriga' para mais próximo do processo eleitoral, afinal, o apadrinhado de Otto Alencar e avizinhado de Rui Costa, o prefeito Robério Oliveira vive dias infernais com rejeição estratosférica e fadado a pior derrota da história no município de Eunápolis; aí chega a hora dos compadres se ajudarem. Na ótica mais simples, todo mundo vê que tudo é mais política que saúde pública.