Leia Também
  • cdn24horas

Desacreditado e envolvido em escândalos, prefeito de Belmonte deixa de ser promessa e vira pesadelo


Antes, ovacionado como o salvador da pátria, o prefeito de Belmonte, Bebeto Gama (PP), vive prematuramente o descrédito de uma gestão fadada aos escândalos e denúncias de malversação de dinheiro público.

Matérias publicadas no site zerohoranews e também pelo maisbn lançam o governo do prefeito, Bebeto, numa crise ética e moral sem precedentes, para quem foi eleito sob a plataforma da moralidade pública.

As matérias que foram publicadas em primeira mão pelo jornal eletrônico zerohoranews e retratadas no maisbn, onde, revelaram supostas irregularidades, desde a licitação da coleta do lixo na cidade até o fornecimento de combustível, em um posto de combustíveis da família do prefeito, desnudam irregularidades, segundo as publicações, que lançam por terra a expectativa da população belmontense num governo que tanto se pregou a moralidade na coisa pública.

Uma das grandes queixas dos belmontenses, e até de gente forte na cúpula do governo, foi a governança "de dentro de casa", em que o prefeito, nomeou a esposa como secretária de finanças, uma atitude, que mesmo legal, soou imoral para o povo, e, ainda o agravante, em que segundo sugere na cidade, a primeira-dama, tornou-se uma espécie de primeira-ministra; em resumo, sem o crivo da esposa, nada feito.

Para um governo que começou com a promessa de ser diferenciado, nada mais resta para os belmontenses que esperar mais quatro anos.

Que lástima viu...