top of page
  • Foto do escritorAntonio Marcos Nunes

Desgastado e vendo reeleição indo pelo ralo Jânio Natal tenta emplacar Hélio de Paula em Cabrália


Janio Natal e Hélio de Paula
Com seu governo na pinguela Natal tenta emplacar Hélio de Paula em Cabrália

O Secretário "turista" de Porto Seguro, Hélio de Paula (PP), titular da pasta de Esportes do município, vive mais na cidade vizinha, Santa Cruz Cabrália, que propriamente cumprindo seu compromisso como secretário no município que lhe paga mensalmente um salário pomposo de 11 Mil Reais dos cofres públicos.

As informações são públicas e estão disponíveis no site do TCM-BA

Os comentários que começaram a surgir dão conta que Hélio foi plantado em Cabrália na base do 'ver se cola', ou seja, Natal vendo a barca afundar em Porto Seguro designou o aventureiro Hélio de Paula para uma candidatura fanfarrona em Cabrália.


Frustrado nas eleições 2012, quando foi rejeitado pelos cabralienses, Hélio saiu alardeando na época que o povo era 'traíra' e agora o camarada que nem para vereador se elege mais quer ser prefeito de Jânio em Cabrália. Mas vamos lá, o padrinho de Hélio, Jânio Natal, vive o drama de uma gestão atabalhoada em Porto Seguro e na iminência de uma fragorosa derrota nas urnas ano que vem (2024) quer se adiantar e ter seu burro amarrado em algum lugar, justificando assim a pálida e cambaleante presença de Hélio de Paula no circuito político de Santa Cruz Cabrália.


Os cabralienses devem ficar atento ao paraquedismo político na cidade. Um personagem que após ser reprovado nas urnas aqui e dali, resolveu se distanciar do dia-a-dia da comunidade, ficar longe das lutas diárias e partiu sem dizer "adeus!" pra ninguém, resolve do nada chegar chegando, que o povão diga: "Pode sair, saindo!!, FORA FORASTEIRO!!"

댓글


NOS ACOMPANHE E NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • TikTok
  • Youtube
  • Soundcloud
  • Whatsapp
  • Telegram

Role para baixo e veja mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00_edited.jpg
728x180-min.gif
PC CA.png
bottom of page