BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

Desgoverno - Câmara de Belmonte sempre esteve de joelhos diante do caos


Desde as primeiras horas da gestão Janival, o pressagio não era dos melhores... basta lembrar da sombria posse realizada na meia-noite, sob o olhar dos vereadores, que ali já mostravam que aquela noite turva duraria quatro anos. Ao declinar de ser prefeito, Janio Natal, dá de presente para o povo belmontense que o elegeu um abacaxi às escuras, que deveria ser descascado por quatro anos, colocando na cadeira de prefeito o mano e, de quebra a maioria de uma câmara que sempre foi subserviente e conivente com os desmandos, afinal nunca teve identidade própria, e sempre atuou como figurante, e tem feito um silêncio tumular diante do desgoverno que se abateu em Belmonte, afinal são os fiéis aliados de Jânio Natal e só fazem o que o mestre mandar, basta ver o mais recente posicionamento político da quase totalidade dos vereadores para a próxima eleição municipal. Para um bom entendedor, meia palavra basta!