Leia Também
  • cdn24horas

Efeito covid - Governo de Rui Costa na mira do MPF, pagou respiradores fantasmas


Na febre pelas compras milionárias ao "deus-dará", justificadas na cortina de fumaça da pandemia do coivd-19, o governo de Rui Costa, governador da Bahia, emplacou a compra milionária de 600 respiradores, ao custo unitário de 75 Mil Reais por peça, pagando em adiantamento 80% do valor total. O custo surreal de quase 45 Milhões de Reais, ou seja 80% do seu global, na aquisição da peças no final de março de 2019, em tese seria para atender a demanda das UTI's no Estado no enfrentamento da covid-19 em seu momento mais crítico; com entrega prevista para 20 de abril deste ano, mas, pasmem, muito gente morreu e os benditos respiradores 'fantasmas' nunca apareceram, mas a Bahia pagou a conta, ou seja 80% dela, e diga-se, religiosamente adiantado, e os benditos respiradores nunca chegaram, e, agora os mais de 44 Milhões de Reais é uma incógnita milionária, e a pergunta que não quer calar: onde está o dinheiro do contribuinte ?

Na quarta-feira (25) o MPF abriu inquérito para apurar esse imbróglio milionário baiano e responsabilizar os possíveis culpados. Vale lembrar que o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, encontra-se afastado do cargo por conta de desvio relacionados ao combate da pandemia; além dele há várias investigações em curso em todo país por desvios de recursos federais destinados ao combate da pandemia, promovidos por agentes públicos com a tentativa de justificar gastos mirabolantes, irresponsáveis e ao arrepio da lei, colocando o ônus da culpa em possíveis ações para conter a pandemia da covid-19.