top of page

NOS ACOMPANHE E NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • TikTok
  • Youtube
  • Soundcloud
  • Whatsapp
  • Telegram
  • Foto do escritorRedação

Eunápolis| Mãe e filho são atropelados; mãe está em estado grave e criança morreu


carro na rodovia
Veículo foi abandonado no local do acidente

Jhonata Souza dos Santos, de apenas 4 anos de idade, morreu ao ser atropelado na noite de terça-feira (1º) junto com a mãe, Stephane Batista dos Santos Nunes, 23 anos, enquanto cruzavam a BR 367 no perímetro urbano de Eunápolis, em uma faixa de pedestres.


O atropelamento ocorreu quando mãe e filho cruzavam a via na faixa de pedestres por volta das 19h. Eles saíram do bairro Motor e estavam atravessando a rodovia BR367 em sentido ao bairro Pequi, indo para uma igreja evangélica, quando foram surpreendido por uma caminhonete pick-up, Fiat Strada.


Criança morreu no local, mãe está em estado greve no Hospital

Socorristas do SAMU contataram o óbito da criança durante o socorro, a mãe foi socorrida para o Hospital Regional de Eunápolis, mas foi transferida para o Hospital Luiz Eduardo Magalhães em Porto Seguro diante do grave estado de saúde.


O condutor do veículo não prestou socorro às vítimas e evadiu-se do local do acidente abandonando também o veículo. Ele ainda não foi identificado. Moradores ameaçaram queimar o carro, sendo contidos pela polícia.


Onde houve o acidente é bem sinalizado, com radar de fiscalização e velocidade nas imediações da faixa de pedestres de 30 Km por hora.


Créditos imagens - radar.news

1 Comment


Guest
Aug 02, 2023

Eunápolis é muito atrasada em todos sentindos , como é que uma cidade cortada por BR 101 e 367 não tem passarela e viaduto , horário de pico pra sair de bairros e entrar na BR 101 demora as vezes 30 minutos pra conseguir acesso .

Like

Role para baixo e veja mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00_edited.jpg
PC CA.png
bottom of page