BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

Gestores das três maiores cidades do Extremo Sul se isolam de Rui Costa e encabeçam oposição


O antes terreno fértil para o governador do Estado, o petista Rui Costa, agora virou pedreira. Três das maiores cidade do Extremo Sul do Estado, Porto Seguro, Eunápolis, e Teixeira de Freitas, são o piloto de oposição ao mandatário do palácio de Ondina, considerando ainda o prefeito de Itamaraju, Dr Marcelo (PSDB), que poderá ser mais um nome a compor a oposição ao petismo na região.


Jânio Natal (PL), prefeito de Porto Seguro; Cordélia Torres (DEM), prefeita de Eunápolis, e ainda Marcelo Belitardo (DEM), prefeito de Teixeira de Freitas compõe as forças do Extremo Sul, que em tese, terão de transferir para o possível candidato ao governo baiano pelos democratas, ACM Neto, a votação de suas bases na eleição do próximo ano, frente ao candidato que o governador irá apresentar; isso se Jânio convergir para apoiar Neto. Hoje, Natal está alinhado com o governo Bolsonaro e sua secretária de saúde já foi cogitada para chapa ao governo estadual com apoio do presidente da República.


Considerando todas as possibilidades, o termômetro em todo Extremo Sul para as eleições de 2022, para eleger o novo governador da Bahia, deve se resumir aos três maiores mercados de votos, que sozinhos somam a maioria dos votos, mais que todas as outras cidade de toda região juntas, e a depender de como se comportará o PSDB na disputa estadual, Itamaraju entra para engrossar o caldo contra Rui Costa.


O Extremo Sul, é formado por 21 municípios, e tem perto de 700 mil habitantes:

  • Alcobaça

  • Belmonte

  • Caravelas

  • Eunápolis

  • Guaratinga

  • Ibirapuã

  • Itabela

  • Itamaraju

  • Itanhém

  • Itapebi

  • Lajedão

  • Itagimirim

  • Jucuruçu

  • Medeiros Neto

  • Mucuri

  • Nova Viçosa

  • Porto Seguro

  • Prado

  • Santa Cruz Cabrália

  • Teixeira de Freitas

  • Vereda

Porto Seguro, Eunápolis e Teixeira de Freitas juntas concentram mais da metade de toda população da região. Enfim, Rui Costa, não terá terra fértil.