Leia Também
  • cdn24horas

Governo Bolsonaro completará dois anos e sem escândalos de corrupção


Na iminência de celebrar dois anos do governo Bolsonaro, país vive período sem escândalos de corrupção na esfera federal. A estatal Petrobrás saiu da mídia, e deixou de ser a grande patrocinadora da roubalheira do dinheiro público, desviados a milhares de milhões para alimentar o maior esquema de corrupção da história do país e um dos maiores do mundo, entre todas as nações democráticas, orquestrado pelo PT e seus aliados. O câncer que ainda corrompe o sistema político/administrativo em todo Brasil, sobretudo nos municípios, onde a avidez de dilacerar o patrimônio público sobrepõe o interesse de governar, mostra que o maior desafio é ensinar o cidadão ter consciência da escolha; do voto; quem ele quer para gerenciar sua cidade e legislar nela. Enfim, a Polícia Federal vive no encalce dos corruptos e o Ministério Público não dá trégua; a justiça tem afastado, cassado mandatos, mandado prender corruptos, mas é bom lembrar que nada é mais forte que a decisão do povo, que ainda elege aqueles que apadrinham a corrupção. Um bom exemplo de falta de horizonte político foi em Santa Cruz Cabrália na última eleição, que, reelegeu o atual prefeito, afastado no mandato vigente pela justiça; acusado de desvios de recursos públicos; MPE dando parecer pelo indeferimento; contas rejeitadas; TRE indeferindo; concorreu sub judice; única decisão favorável foi monocrática pelo TSE, que por certo, ainda irá ao plenário da côrte, ou seja, a população da cidade, mostrou claramente que está fora de sintonia com a nova realidade da política. A moralização.