top of page
  • Foto do escritorRedação

Homem é preso após forjar o próprio sequestro e tentar extorquir a família

O suspeito foi encontrado no distrito de Bate Pé, em Vitória da Conquista

Uma ocorrência registrada como desaparecimento de um homem no município de Brumado evoluiu para extorsão mediante sequestro e finalizou com o flagrante da suposta vítima. As equipes da 20ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Brumado) e 10ª Coorpin/Vitória da Conquista desarticularam o sequestro forjado pelo próprio suposto sequestrado, no sábado (4).

A companheira do suspeito registrou o seu desaparecimento, na Delegacia Territorial (DT/Brumado), na quinta-feira (2), após o homem não retornar do trabalho. Em seguida, familiares e amigos receberam uma foto da suposta vítima amordaçada com mensagens exigindo valores para o resgate.

Diligências investigativas realizadas com o apoio da Coordenação de Apoio Técnico à Investigação (Cati/Sudoeste) e do Núcleo de Inteligência da 10ª Coorpin / Vitória da Conquista, identificaram e foram ao imóvel, onde seria o cativeiro. Entretanto, no local foram informados que o suspeito era namorado de uma das moradoras da casa, chegou lá no dia do desaparecimento e não estava sequestrado.

No desdobramento das investigações, os policiais encontraram o suspeito em uma propriedade no distrito de Bate Pé, em Vitória da Conquista, onde ele foi preso. O homem foi autuado em flagrante por crime de extorsão. Ele passou por exames de lesões e segue à disposição da Justiça.

Comments


NOS ACOMPANHE E NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • TikTok
  • Youtube
  • Soundcloud
  • Whatsapp
  • Telegram

Role para baixo e veja mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00_edited.jpg
728x180-min.gif
PC CA.png
bottom of page