top of page
CDN 24H 300X250.png
  • Foto do escritorRedação

Brasil| Idoso é morto com veneno de rato, esquartejado e partes do corpo abandonado dentro de mala

A suspeita, de 61 anos, foi presa e confessou o crime à polícia. Outras partes do corpo da vítima foram encontradas dentro de um congelador, local onde também armazenava alimentos para venda de lanches na área rural de Selvíria (MS).

Uma idosa, de 61 anos, confessou ter matado o marido com veneno de rato, esquartejado e abandonado parte do corpo da vítima dentro de uma mala, na BR-158, em Selvíria (MS). As investigações foram concluídas, na madrugada deste sábado (27), e a suspeita presa em flagrante.

De acordo com a Polícia Civil, o crime começou a ser investigado, na quinta-feira (25), quando um homem encontrou às margens da rodovia a mala com os restos mortais da vítima, de 64 anos. Após receber a informação, a polícia e perícia técnica foram até ao local e encontraram apenas o tronco da vítima dentro da mala. Depois de conversas com vizinhos, os investigadores chegaram até a esposa do homem morto.

Corpo estava em mala. — Foto: PCMS/Reprodução

Em entrevista, a mulher esboçou nervosismo e negou envolvimento com o crime, mas depois de se contradizer com as informações, confessou o homicídio. À polícia, a suspeita relatou que deu veneno para ratos para o marido e, depois sem saber o que fazer com o corpo, o esquartejou. Parte do corpo foi colocada na mala e deixada na rodovia. O restante do copo da vítima foi encontrado em um congelador, local onde também armazenada alimentos para venda de lanches. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Felipe Rocha, a vítima informou que o marido tinha sofrido um Acidente Vascular Cerebral (AVC) recentemente e que demandava cuidados especiais. A suspeita foi presa em flagrante e levada para Três Lagoas. Inicialmente, o caso foi tipificado como homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver.


Por g1

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube

Nos siga nas redes sociais.
Curta, comente e compartilhe!

Role para baixo e veja abaixo mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00.JPG
728x90-min.gif
Veja Também
PC CA.png
bottom of page