top of page

NOS ACOMPANHE E NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • TikTok
  • Youtube
  • Soundcloud
  • Whatsapp
  • Telegram
  • Foto do escritorRedação

Internacional| Destroços são encontrados na área em que o submarino desapareceu


A guarda costeira dos Estados Unidos, que trabalha no resgate do submarino que desapareceu próximo ao Titanic, afirma ter encontrado destroços na região onde o veículo desapareceu. Pelo comunicado divulgado, ainda não é possível afirmar que o material seja mesmo do Titan. As equipes de resgate estão analisando os objetos encontrados para ter certeza do que se trata e haverá uma coletiva por volta das 19h (horário de Brasília) para atualizar as informações.

Os trabalhos dos resgatistas continuam mesmo após a estimativa de que o suprimento de oxigênio do Titan terminaria por volta das 6h desta quinta-feira (22).


Na manhã desta quinta, um robô subaquático da França, o Victor 6000, passou a trabalhar nas buscas. O equipamento tem câmeras de alta definição e tem capacidade de navegar em grandes profundidades, podendo assim chegar até o local onde o Titan pode estar preso ou com problemas.

O submarino turístico da OceanGate desapareceu no Oceano Atlântico no último domingo (18) com cinco pessoas a bordo. A expedição tinha como destino a área em que estão os destroços do Titanic, transatlântico que afundou em 1912 após se chocar contra um iceberg.


O submersível Titan, da empresa Ocean Gate, desapareceu no último domingo (18) enquanto visitava os destroços do Titanic na costa de St John's, Newfoundland, no Canadá. Equipes de busca estão trabalhando em uma área de mais de 3 mil quilômetros para tentar localizar a embarcação, que já pode estar sem oxigênio. Além da situação do ar, outras dificuldades também estão presentes na expedição.


Por r7

Comments


Role para baixo e veja mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00_edited.jpg
PC CA.png
bottom of page