top of page
CDN 24H 300X250.png
  • Foto do escritorRedação

Lista do governo federal dos criminosos mais procurados do país é divulgada pelo UOL


O Governo Federal concluiu a lista dos criminosos mais procurados do Brasil após dois anos. A versão atualizada da lista tem 19 foragidos da Justiça, que são prioridades na captura por forças de seguranças em todo o país. A lista ainda não foi divulgada oficialmente, mas publicada com exclusividade pelo UOL.

Na lista estão foragidos mega-assaltante e chefes de facções criminosas. Dez dos criminosos têm mandado de prisão por envolvimento em mega-assaltos a bancos e carros-fortes com uso de pessoas como escudos humanos e armamento pesado. Cinco são apontados como líderes de facções, entre elas, PCC (Primeiro Comando da Capital) e CV (Comando Vermelho).


Todos os criminosos presentes na lista têm mandados de prisão preventiva, sendo que 13 deles já foram condenados. A lista orienta a ação policial no país e amplia as chances de captura, além de manter a população em alerta para fornecer pistas.

Os critérios foram o potencial de letalidade das ações dos criminosos, como uso de fuzis e "domínio de cidades", e o envolvimento em organizações criminosas de alcance nacional e no exterior.


Saiba quem são os criminosos

A nova lista traz ao menos três suspeitos de participar da invasão do prédio da empresa de valores Prosegur no Paraguai com armas de guerra em 2017.

Entre eles estão Denilson Moreira Dias, 40, que consta na lista da Interpol, a polícia internacional, e foi condenado a 34 anos de prisão. Os outros são Willian Alves Moscardini, 43, e Kaio Bonotto Cavalcante, 32, que também participaram do roubo, segundo a polícia.

Márcio do Carmo Pimentel, o Yan, tem condenações que somam 111 anos de prisão. Ele é investigado por suspeita de financiar ações de "domínio de cidades", que enfrentam as forças de segurança e fazem moradores de escudos humanos.

A lista também conta com narcotraficantes suspeitos de organizar rotas de venda de drogas para o exterior, como Sonia Aparecida Rossi, a Maria do Pó, 63 anos, suspeita de abastecer as favelas de São Paulo com drogas da Bolívia . Outro na lista é João Aparecido Ferraz Neto, o João Cabeludo, 65, tem condenações que somam mais de 500 anos de prisão.

Lideranças de facções criminosas também estão na lista, como Sérgio Luiz de Freitas Filho, o Mijão, é apontado como o líder do PCC nas ruas pelo Ministério Público de São Paulo e na lista da Interpol. Já André Oliveira Macedo, o André do Rap, 45, também seria outra liderança da facção paulista.

Leomar Oliveira Barbosa, o Playboy, 61, foi condenado pela Justiça de Goiás a 36 anos de prisão por tráfico. Ele seria aliado de Fernandinho Beira-Mar e integrante do Comando Vermelho.

Também foram inclusos Engri Júnior de Almeida Maia, apontado como líder da ADE (Amigos do Estado), facção criminosa que atua em Goiás, e Adalberto Pagliuca Filho, 69, acusado de chefiar uma organização criminosa de Mato Grosso com atuação em outros dez estados.


UOL

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube

Nos siga nas redes sociais.
Curta, comente e compartilhe!

Role para baixo e veja abaixo mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00.JPG
728x90-min.gif
Veja Também
PC CA.png
bottom of page