BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

Mortes e escalada da covid na Bahia são o retrato da politicagem com a vida, governo baiano falha


Na segunda-feira (29) a Bahia atingiu a marca de 15 mil vítimas fatais por consequência da covid-19; e, registrou 87 óbitos no dia, informou a Sesab. Um dos Estados com maior número de mortes decorrentes da pandemia do novo coronavírus, a Bahia não acerta em sua política de combate ao vírus; com a adoção de medidas questionáveis e o governo Rui Costa (PT) mergulhado em escândalos, a exemplo dos valores milionários destinados a compra de respiradores a preços exorbitantes, que não salvaram nenhuma vida, de nenhum baiano, pois sequer chegaram a qualquer hospital para socorrer os infectados pelo vírus que necessitaram de uma UTI e do importante equipamento, e diga-se, recebeu vultuosas somas do governo federal para ações de combate a doença. Na outra ponta, a perda de apoio político em importantes cidades baianas, por, consequência a negativa da maioria do povo baiano às adoções de confinamento da população e prisões de comerciantes e trabalhadores por não cumprirem seus decretos, mostraram que o governo baiano falhou, e as consequência são o efeito da politicagem dentro da pasta de saúde da Bahia, com o secretário fanfarrão, que cobra de artista, quando ele próprio falha, sendo inclusive mal exemplo, quando apareceu sem máscara em evento. Como resumo ópera, não estão sabendo o que fazer, e a sociedade fica refém de políticas desastrosas de um governo que bate-cabeça.