top of page
  • Foto do escritorRedação

Mulher teve braços e pernas amputados após comer peixe contaminado por bactéria


Ela comeu peixe contaminado
Ela comeu peixe contaminado por bactérica mortal

A americana Laura Barajas, de 40 anos, teve que amputar os braços e as pernas em razão de uma infecção bacteriana grave contraída depois de comer peixe mal passado na Califórnia, nos Estados Unidos. Ela começou a se sentir mal, dias após comer uma carne de tilápia comprada em um mercado local e preparada por ela mesma em casa.


Laura contraiu uma infecção provocada pela bactéria vibrio vulnificus, que a deixou em coma. De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), entre 150 e 200 casos de contágio por vibrio vulnificus são registrados por ano, e cerca de um em cada cinco infectados morre.


Para salvar a sua vida, Laura teve os braços e pernas amputados na última quinta-feira (14). Anna Messina, amiga de Laura, contou ao canal de notícias americano KRON que seus braços e pernas estavam "pretos". A americana estava com infecção generalizada e falência nos rins.


A vibrio vulnificus é uma bactéria fatal que pode ser encontrada em frutos-do-mar crus e na água do mar. O contágio acontece através da ingestão de alimentados contaminados ou pelo contato de um corte, ou tatuagem exposta à água em que a bactéria vive.


A amiga de Laura lançou uma vaquinha virtual para ajudar com as despesas médicas. Até o momento, já foi arrecadado mais de 54 mil dólares (o correspondente a aproximadamente 250 mil reais). “Mal sabia ela que esse simples ato mudaria sua vida para sempre”, diz o site.


Por bocaonews

Comments


NOS ACOMPANHE E NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • TikTok
  • Youtube
  • Soundcloud
  • Whatsapp
  • Telegram

Role para baixo e veja mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00_edited.jpg
728x180-min.gif
PC CA.png
bottom of page