BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

O erro dos cabralienses e o alto preço da eleição de Agnelo Santos


As eleições municipais 2020, mais uma vez, serviram para mostrar que muitas cidades, ainda não aprenderam a eleger seus governantes. Um exemplo da falta de aferimento político pela população é o município de Santa Cruz Cabrália, que reconduziu ao cargo o prefeito Agnelo Santos (PSD), envolvido em corrupção.


No primeiro mandato (2017-2020), chegou a ser afastado por cinco meses da função, por ocasião da Operação FRATERNOS, desencadeada pela PF, acusado junto ao cunhado, prefeito à época de Eunápolis, Robério Oliveira, e sua irmã, Cláudia Oliveira, prefeita à época de Porto Seguro de desviarem milhões do erário público.


Outro afastamento, aconteceu agora em 2021, já no exercício do seu segundo mandato à frente da prefeitura de Cabrália. A instabilidade política do alcaide cabraliense e seu envolvimento em ações judiciais por desvios de dinheiro público, podem a qualquer momento, ocasionar um novo afastamento ou até mesmo a perda da função pública, acentuando mais ainda os embaraços e imbróglio político/administrativo vivido pelo município.


O eleitorado de Santa Cruz Cabrália, deu a maior demonstração nas eleições de 2020 do quanto a sociedade precisa sair da 'política de estimação' e entender a importância do voto, e ir às urnas com responsabilidade coletiva.