BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

O povo quer trabalhar e governadores querem quebrar o Brasil, auxílio de 600 agora é a gota d'água


O povo brasileiro, assumidamente quer trabalhar e enfrentar a pandemia com os cuidados necessários, com a mão-na-obra, daí, lacração da turma do Fique em Casa e Fecha Tudo, vê minguar esse discurso, no entanto, governadores querem que o governo federal se endivide mais ainda, e por consequência, quebre o país, quado propõe auxílio de 600 reais, novamente. Fica cada vez mais claro e evidente que neste país, a faceta do mal que impera, sobrepõe os interesses nacionais, principalmente, quando ancorado em intenções que não contemplam a população e torcem para o 'circo pegar fogo'. No Brasil, a covid-19 serviu para mostrar além do grave problema de saúde, nossa frágil democracia; nosso judiciário e suas côrtes trincadas; homens públicos gananciosos e corruptos; doutrinação ideológica enraizada nas instituições de ensino, e, a face de um país, que ainda, precisa expurgar por definitivo da vida pública, indivíduos inescrupulosos, que estão ostentando posição política, com projeto de poder e doutrinação alienatória, promovida por projetos fracassados, a exemplo do que se vê na Venezuela, Cuba e ouros países, que tiveram doutrinados a égide da pátria, e assim minaram as instituições, criando uma geração bestificada pela filosofia que destrói valores de um país; de um povo; de uma nação, ou seja, aqui no Brasil, nossos governadores precisam primeiro pensar na pátria, e deixar o faz de contas, afinal, o povo já aprendeu a lição, "o pão vem do suor do rosto", o resto é querer quebra o país.