BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

Oposição decadente em Itabela amarga mais uma derrota


Foi a julgamento na terça-feira (20) no TRE, recurso eleitoral da derrotada oposição ao prefeito Luciano Francisqueto, movido em face da decisão do juíz zonal que julgou improcedentes os pedidos contidos na ação judicial eleitoral movida por supostas condutas vedadas no período eleitoral, onde pediam a cassação do registro e do mandato do prefeito e vice de Itabela.

A relatoria do julgado coube ao ilustre juiz eleitoral José Batista junior que foi seguido por todos os demais pares da corte.

O TRE por seu pleno, manteve intacta a sentença zonal a unanimidade entendendo que o conjunto probatório não confirmou o quanto alegado pelos acionantes, bem assim que o resultado do pleito consolidou a vontade esmagadora da população itabelencse pela eleição dos recorridos. Desprovendo assim a pretenção recursal.

Usou a tribuna representando o prefeito, o vice e o secretário, o advogado Antonio Pitanga.

A decisão em instância superior é a confirmação da lisura, proba e irrevogável decisão suprema da vontade popular, conquistada nas urnas com a fragorosa vitória de Luciano Francisqueto e seu grupo político.