top of page
  • Foto do escritorRedação

Perigo| Entregadores de delivery desrespeitam as leis de trânsito nas ruas de Eunápolis que pode resultar em tragédia


Um acidente fatal envolvendo a colisão de duas motocicletas em um cruzamento da cidade de Itabela na noite de quarta-feira, dia 6, resultou na morte de um estudante de 21 anos que pilotava uma das motos, a outra era conduzida por um rapaz de 19 anos que sofreu apenas escoriações e não era habilitado, e fazia entregas delivery. As circunstâncias do acidente estão sendo apuradas pela polícia. Noutro paralelo, moradores de Eunápolis tem presenciado a frenética loucura de motoboys que fazem esse serviço de delivery na cidade, principalmente no período noturno, onde colocam suas próprias vidas em risco e a de qualquer outra pessoa, diante do festival de imperícia no trânsito, praticados na sua maioria por indivíduos jovens. Há relatos de muitos desses entregadores empinarem suas motos por ruas e avenidas, realizarem ultrapassagem em local proibido, além claro, da alta velocidade incompatível com as vias urbanas. É preciso que se intensifique a fiscalização dessa atividade em Eunápolis, desde a empresa que contrata o serviço até o entregador, principalmente quem está nas ruas com uma motocicleta para se ter a certeza que todos que fazem o serviço de delivery são habilitados, bem como coibir aqueles que não obedecem as normas e segurança de trânsito, evitando uma tragédia anunciada.


Vale observar que nem todos os entregadores de delivery agem à margem da lei; ressaltando que a matéria faz abordagem àqueles que não a obedecem.


Comments


NOS ACOMPANHE E NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • TikTok
  • Youtube
  • Soundcloud
  • Whatsapp
  • Telegram

Role para baixo e veja mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00_edited.jpg
IMG_6502.gif
PC CA.png
bottom of page