top of page

NOS ACOMPANHE E NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • TikTok
  • Youtube
  • Soundcloud
  • Whatsapp
  • Telegram
  • Foto do escritorRedação

Perigo| Falta segurança nas escolas municipais de Eunápolis


Na manhã de quarta-feira (29), havia uma viatura da Guarda Civil na porta de escola, cabe registrar que a guarda em Eunápolis não usa arma

O episódio que quase terminou em mais um capítulo da extrema violência que aterroriza Eunápolis, teve ingredientes assustadores, quando envolve uma escola pública municipal.

No final da manhã de terça-feira, 28 de março, uma mãe lutou com homens armados na frente da Escola de Ensino Fundamental Brandão Villela, na Rua São Bartolomeu, bairro Santa Lúcia para evitar o sequestro do filho, um garoto de 12 anos.


Em intenso desespero a mulher de 36 anos gritava enquanto lutava para impedir o sequestro do filho menor.

No momento que o menor subia na motocicleta usada por ela para o buscar na escola, os homens investiram para raptar o menino, momento que a mulher interviu impedindo a ação. Tudo foi presenciado pelos pais e crianças que também deixavam a escola no momento.


No entanto, fica o questionamento, diante de vários acontecimento de violência e mortes em escolas no país;

  • Em Eunápolis há como prevenir que o braço do crime perpetre o ambiente escolar e ocorra uma tragédia?

    1. Diante do domínio do tráfico, não seria o caso de alunos serem revistados ao adentrar as escolas municipais?

    2. A Polícia Militar fazer rondas ostensivas nos perímetros das escolas?

Então, o que deve ser feito para evitar o que houve na escola Brandão, e de que forma fazer. É evidente que não cabe a Secretaria de Educação elaborar esse planejamento, mas sim a Gestão e outras pastas para que se debrucem diante desse acontecimento, que pode não ser um fato isolado, diante do avanço da criminalidade.


Veja o exemplo da prefeitura de Chapecó para proteger o alunado como prevenção:

clique no vídeo para ampliar



Kommentare


Role para baixo e veja mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00_edited.jpg
PC CA.png
bottom of page