Leia Também
  • cdn24horas

Policial surta, atira para o alto e mobiliza operações táticas da Polícia Militar baiana


O policial militar que invadiu a barreira de proteção no largo do Farol da Barra, neste domingo (28), pintou o rosto de verde e amarelo - cores da bandeira do Brasil - antes de realizar os disparos para cima.

Em uma foto obtida pelo BNews é possível ver o policial, identificado como soldado Wesley, da 72ª CIPM, com o rosto pintado e alguns resquícios da tinta na farda. Informações apuradas pela reportagem dão conta que ele pintou o rosto e o peito já no local onde fez os disparos. O PM buscou na viatura tinta nas cores do Brasil.

Dois pescadores ainda relatar à imprensa que o policial, ao vê-los no mar, questionou o que eles estavam fazendo e perguntou sobre pacto com Satanás.

"Ele perguntou o que a gente tava fazendo. Perguntou se tinha pacto com Satanás, perguntou o significado de nosso nome (sic)", contou um dos homens.


"Descontrole emocional"

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) afirmou que o policial sofreu um "descontrole emocional".

Informações apuradas pela reportagem apontam que se trata do soldado Wesley, que seria lotado na 72ª CIPM. O BNews também apurou que o policial militar foi perseguido pelos colegas antes de chegar ao Farol.

"O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) foi acionado e adotará todas as medidas de ação imediatas de acordo com os padrões de atendimento deste tipo de ocorrência", informou a SSP-BA.


bnews



Até o fechamento desta publicação a situação ainda perdurava e continuava tensa, e neste momento, o militar continua no local; equipes de TV e a imprensa baiana estão acompanhando a situação. Negociadores tentam convencer o militar a se render.

cdn24horas