top of page

NOS ACOMPANHE E NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • TikTok
  • Youtube
  • Soundcloud
  • Whatsapp
  • Telegram
  • Foto do escritorRedação

Policlínica| Porto Seguro adere ao Consórcio Interfederativo de Saúde da Costa do Descobrimento


estrutura com imagens de homens e mulheres

O município de Porto Seguro aderiu ao Consórcio Interfederativo de Saúde da Costa do Descobrimento em assembleia realizada na segunda-feira (11), conduzida pelo prefeito de Santa Cruz Cabrália e presidente do Consórcio, Agnelo Santos (AVANTE).


 

Agnelo Santos junto a Nelson Portella (Coordenador dos Consórcios de Saúde do Estado), recepcionaram a adesão do prefeito Jânio Natal (PL) ao equipamento público de saúde, ficando desta forma todos os oito municípios da região associados ao Consórcio, com isso Porto Seguro já pode usar a estrutura da Policlínica Regional, ainda, receberá no mês de Outubro 03 micro-ônibus equipados com wi-fi, TV de bordo e ar condicionado para atender aos usuários do município em deslocamento para atendimento na Policlínica Regional que fica a 62 km na cidade de Eunápolis.



O presidente do Consórcio Interfederativo de Saúde da Costa do Descobrimento, Agnelo Santos, foi pontual na sua visão macro de cooperação e integração para a construção da união entre os municípios pensando sobretudo em políticas públicas que atenda a necessidade da população:

"Vejo que Porto Seguro só tem a ganhar, e o prefeito Jânio Natal sabiamente com a sensibilidade que tem, de ser um gestor com olhar humano tomou a decisão certa de aderir ao Consórcio. Agora todos os oito municípios fazem parte do Consórcio e como atual presidente desse importante equipamento de saúde dou as boas-vinda ao município de Porto Seguro", considerou Agnelo.

Comments


Role para baixo e veja mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00_edited.jpg
PC CA.png
bottom of page