top of page
CDN 24H 300X250.png
  • Foto do escritorRedação

População de Santa Maria Eterna lamenta saída de enfermeiro por falta de visão da gestão Bebeto Gama


Todo mundo sabe que a gestão do fraco prefeito de Belmonte, Bebeto Gama (PP) vive na bancarrota, capengando, sem rumo e sem direção. A administração do prefeito Bebeto vive de caneladas, típicas de um gestor que não está atento as demandas da população, antes se afoga cada dia mais, na sua empáfia e arrogância, sem ter a visão de uma gestão plural, que veja em primeiro plano a vontade popular, o que não é caso do atual prefeito. Gama, consegue acertar a nuca com o próprio calcanhar, tamanho o despreparo para gerenciar a coisa pública.


Enfermeiro foi embora

O enfermeiro, Cláudio José Franco, com oito anos atendendo a população de Santa Maria Eterna, distrito de Belmonte, está de saída da comunidade que o acolheu e onde fazia um trabalho de maestria.


Itagimirim foi quem ganhou

Claudinho, como era carinhosamente conhecido na localidade está indo trabalhar em Itagimirim, que certamente está ganhando um grande profissional.


Mas, porque Cláudio está indo embora

Mas, pasmem, o enfermeiro que à época que chegou em Santa Maria Eterna, como técnico em enfermagem, fez o curso de enfermagem e se graduou, no entanto, para espanto de todos, quando se esperava o reconhecimento pelo esforço e dedicação, o prefeito Bebeto Gama reduziu o salário de Claudinho e mandou um enfermeiro desconhecido para a localidade, menosprezado um profissional conhecedor da realidade das pessoas da comunidade.


É lamentável quando olhamos e conseguimos ver o quanto uma população é penalizada pela falta de tato de um gestor público que ferramenta seu trabalho com a total falta de respeito com as comunidades e age a seu bel prazer, ao estilo ditador e 'ouvido duro'. Mas como dizem: "2024 tá logo ali"

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube

Nos siga nas redes sociais.
Curta, comente e compartilhe!

Role para baixo e veja abaixo mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00.JPG
728x90-min.gif
Veja Também
PC CA.png
bottom of page