BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

Povo baiano espera desfecho do prejuízo de milhões com respiradores 'fantasmas' no governo Rui Costa


Com mais de um ano, e ainda sem respostas, o governador Rui Costa (PT), que assiste o Estado que governa naufragar com a pandemia do novo coronavírus, deverá ser responsabilizado pelo prejuízo milionário na compra de respiradores, no pico da pandemia em março de 2020, que, que, em tese seria para salvar vidas infectadas pelo covid-19, mas nunca foram entregues, gerando para os cofres públicos um golpe multimilionário.


O governo baiano em 2020, durante o pico da pandemia do covid-19, com a desculpa que precisava adquirir centenas de respiradores para atender o número crescente de casos de pacientes que precisavam ser entubados nas emergências dos hospitais da Bahia, o governador autorizou a compra de centenas de respiradores sem licitação. As três empresas: Hampcare, Ocean 26 Inc. e Pulsar Development International Ltda foram pagas antecipadamente, entretanto nenhuma delas entregaram os respiradores e nem devolveram o dinheiro.


Pela compra dos respiradores o governo da Bahia desembolsou mais de R$200 milhões de reais.


Através do Consórcio Nordeste, o governo baiano pagou antecipadamente a Hampcare empresa distribuidora de produtos a base da substância extraída da maconha (Cannabis sativa), um total de R$48 milhões de reais, pela compra de 300 de respiradores que não foram entregues muito menos devolvido o dinheiro.


Em uma investigação feita pelo site Rx Notícias sobre a venda de 600 respiradores pela empresa Ocean 26 Inc, que recebeu US$8,6 milhões de dólares antecipado foi descoberto que a empresa está localizada na 1722 SANTEE ST. LOS ANGELES, Califórnia 0015, uma rua com vários Lockers (guarda volume). Conforme informação da Opencorporates, banco de dados aberto do mundo corporativo de Los Angeles, a Ocean 26 Inc. é uma companhia de estoque doméstico.


A equipe de investigadores descobriu que a PULSAR recebeu o valor integral (R$148.934.070,00), transferido em dólares (US$26.550 milhões) para o banco Barclays Bank PLC em Leicester, Reino Unido.


Ainda as investigações sobre as empresas que o governo da Bahia comprou os respiradores, a equipe do Rx Notícias tentou manter contato com Michael Carstens Lim, sócio-gerente e chefe da MBA da Pulsar Development International Ltda, que recebeu pela venda de 750 respiradores, antecipadamente R$148.934.070,00 (cento e quarenta e oito milhões novecentos e trinta e quatro mil e setenta reais).


O endereço em Londres do escritório da empresa PULSAR descrito no contrato estar sediado 20-22 Wenlock Road - Londres N1 7GU United Kingdom, que se trata de um prédio residencial e o local também abriga no mesmo endereço mais de 44.183 mil empresas, caracterizando um escritório virtual.


Um ano após as compras dos respiradores que não foram entregues, nem o governo baiano e nem os envolvidos falam sobre o assunto, muito menos dos R$ 200 milhões que foram pagos antecipadamente e quando serão devolvidos. Com a palavra o governador Rui Costa, quem serão responsabilizados pelos prejuízos.


Uma coisa é certa, os baianos irão pagar essa conta dessa compra desastrosa e inconsequente. O site Rx Notícias continuará acompanhado as investigações e o desenrolar das compras dos respiradores. Nosso compromisso é com a verdade, doa a quem doer!


Rx notícias

cdn24horas