top of page
CDN 24H 300X250.png
  • Foto do escritorRedação

Prefeitura de Eunápolis abandona zona rural, revela matéria da TV


Abandonados pela gestão municipal, moradores da zona rural improvisaram uma ponte de madeira em janeiro de 2022, mas acabou sendo destruída em dezembro do mesmo anos após as fortes chuvas e até a data a prefeitura não deu qualquer assistência

Matéria com vídeo

A publicação de uma matéria veiculada na quarta-feira (22), exibida pela TV Santa Cruz, afiliada da Rede Globo, desnudou o desdém da gestão municipal de Eunápolis com a zona rural, abandonando o homem do campo e tudo que ele produz. Segundo a reportagem, uma pequena ponte sobre o Riacho Grande, que dá acesso a Vila Maura, no KM 12, sentido Porto Seguro, ainda no ano de 2021 foi levada pelas águas em função das fortes chuvas torrenciais daquele ano, e com a ausência da Infraestrutura da prefeitura de Eunápolis, os próprios moradores da região foi quem recuperou o tráfego no local, colocando troncos de árvores para viabilizar o acesso e o escoamento da produção agrícola; já com as chuvas no final de 2022, o problema voltou, após novamente a estrutura ser levada pelas águas, e, como sempre a prefeitura não atendeu a necessidade dos cidadãos e cidadãs daquela área, renegada ao abandono da atual gestão.


O registro feito pela TV mostra o descaso do poder público eunapolitano com as principais pautas do povo de Eunápolis, principalmente sobre os mais desassistidos, aqueles que moram na zona rural.


 

Veja no vídeo abaixo, trechos da matéria da TV Santa Cruz.

Moradores sofrem com descaso da gestão municipal

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube

Nos siga nas redes sociais.
Curta, comente e compartilhe!

Role para baixo e veja abaixo mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00.JPG
728x90-min.gif
Veja Também
PC CA.png
bottom of page