BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

Presidente do Consórcio de Saúde, Agnelo Santos vira réu no desvio dos 200 milhões

Atualizado: 12 de abr. de 2021


Envolvido num dos maiores esquemas de desvio de dinheiro público do país, Agnelo Santos Júnior (PSD) foi eleito em 2020 presidente do CISCD – Consórcio Interfederativo de Saúde Costa do Descobrimento - que irá gerir a Policlínica Regional, instalada em Eunápolis. A eleição é resultado de uma manobra política, que deixou na mão do único fraterno com mandato a presidência de tão importante equipamento público.


A Operação Fraternos desencadeada em 2017 pela PF, que teve o afastamento de Agnelo da função de prefeito de Santa Cruz Cabrália, da sua irmã prefeita de Porto Seguro e do cunhado prefeito de Eunápolis, tornou-se Ação Judicial, movida pelo MPF, que pede pena de prisão para todos os envolvidos, inclusive Agnelo.


Com a posse dos novos prefeitos foi gerado um impasse entre os gestores de Porto Seguro e Eunápolis, que não aceitam o comando de alguém com tamanho histórico de corrupção e envolvido em ação judicial sob pena de ser preso por desvios de verba pública comandando uma estrutura de tamanha responsabilidade. Vale lembrar que Agnelo Santos tem contas de sua gestão à frente do município de Cabrália reprovadas pelo TCM.