Leia Também
  • cdn24horas

Quase tragédia - Boeing 737 da Gol por pouco não se choca durante voo com outra aeronave


Ontem, 19 de janeiro, um avião Cessna C208, aeronave com capacidade para até 14 passageiros, mais 1 piloto e 1 co-piloto, por muito pouco, fração de segundos não se chocou em voo com um Boeing 737-800, com capacidade para até 189 passageiros, mais tripulação, da Gol Linhas Aéreas, que se preparava para o pouso na hora da ocorrência, enquanto o Cessna decolava. As informações são que o piloto automático do Cessna errou a trajetória e colocou a aeronave em rota de colisão com o Boeing da Gol, impacto que ocorreria em 25 segundos, conforme informou o governo do Paraná. O Cesnna estava levando doses da vacina Coronavac para São José dos Pinhais (PR) e estava decolando do Aeroporto Bacacheri, em Curitiba, onde, no momento fazia o pouso a aeronave de grande porte da Gol. A ação de controladores de voo e dos pilotos das aeronaves corrigiram o erro a tempo e evitaram uma tragédia.


O governo do Paraná emitiu nota sobre o ocorrido:

“Segundo relato do comandante da aeronave prefixo PP-MMS, após todos os procedimentos técnicos de decolagem, o piloto automático, devidamente acoplado, apresentou uma atitude inesperada, curvando à direita. Diante disso, a tripulação tomou os procedimentos técnicos necessários, porém este não respondeu de imediato, e logo após foi obtida a informação de tráfego. Nesse momento, foi desacoplado o piloto automático e retomado o procedimento de decolagem sem o auxílio do equipamento.

Ressaltamos que não houve um acidente, mas um incidente, o qual foi devidamente reportado às autoridades aeronáuticas. Dentro da dinâmica da aviação, foram tomadas as medidas técnicas mitigadoras para manter a segurança de voo. Isso significa que a tripulação estava atenta e segura em seus procedimentos. Após a Casa Militar tomar conhecimento do fato, determinou que a aeronave permanecesse em solo, até a intervenção de manutenção. Nesse tocante, destacamos que todas as aeronaves sob responsabilidade do órgão estão com suas manutenções em dia. Em relação ao incidente, sem prejuízo da apuração aeronáutica, a Casa Militar irá realizar uma averiguação interna do ocorrido.“