BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

Rio - Prefeito foi preso na manhã de terça-feira

Marcelo Crivella (Republicanos), prefeitoi do Rio de Janeiro foi preso na manhã de terça-feira (22) em uma operação conjunta do MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) e da Polícia Civil.


Crivella falou rapidamente com os jornalistas ao chegar na delegacia. “Fui o prefeito que mais combateu a corrupção na prefeitura do Rio de Janeiro”, declarou, dizendo ainda que agora espera “justiça”.

Crivella disputou à reeleição em novembro, mas foi derrotado por Eduardo Paes (DEM) no segundo turno. Seu mandato termina em 31 de dezembro.


A ação que levou à prisão de Crivella é um desdobramento da Operação Hades, deflagrada em março, que investiga o chamado “QG da Propina” na Prefeitura do Rio, um suposto esquema de pagamentos de propina para a liberação de contratos da prefeitura.


Além de Crivella, foram presos na operação de hoje o empresário Rafael Alves e o delegado Fernando Moraes, segundo a Globo. O ex-senador Eduardo Lopes (Republicanos-RJ) também é alvo da ação, mas não foi encontrado em casa.

As investigações se baseiam no acordo de colaboração premiada do doleiro Sérgio Mizrahy, preso pela operação Câmbio, Desligo. Ele apontou Rafael Alves como chefe do esquema criminoso que acontecia na prefeitura.


O prefeito do Rio e membros do primeiro escalão de seu governo foram alvos de outra operação do MP-RJ em setembro. Na ocasião, Crivella teve o celular apreendido.