Leia Também
  • cdn24horas

Secretária de Saúde esclarece informações sobre covid-19 em sessão na Câmara


A secretária de Saúde de Itabela, Wádla Casiano, participou, na manhã desta quinta-feira (28), da sessão ordinária da Câmara Municipal de Vereadores. Ela atualizou a informações da pasta, principalmente ao que se refere ao coronavírus e também respondeu aos questionamentos dos vereadores.

A secretária repudiou e disseminação de fake news sobre informações relacionadas à covid-19 no município. “O papel da mídia pode auxiliar na prevenção do coronavírus, mas a informação inadequada é um desserviço para a população, e pode deixar as pessoas desamparadas e inseguras. Em casos de dúvidas, a Secretaria de Saúde tem meios de comunicação, como WhatsApp, para que a população tenha acesso a esclarecimentos”, explicou.

Sobre os testes rápidos, Wádla Casiano esclareceu as dúvidas da população. “O objetivo do teste rápido é identificar se a pessoa já desenvolveu o anticorpo contra o coronavírus. Se der positivo, o paciente teve uma infecção leve com poucos sintomas ou assintomático e, após 14 dias, vai estar recuperado e não vai mais transmitir o vírus”, pontuou.

Wádla explicou sobre a atualização dos dados no boletim epidemiológico que é divulgado diariamente. “O boletim sempre é divulgado a partir das 18h. Se caso houver a confirmação de um novo caso após essa divulgação, a informação constará no boletim do dia seguinte. Atualmente temos seis casos positivos, pois contamos os testes rápidos e os confirmados pelo Lacen”, frisou.

Como o município recebeu R$ 250 mil do governo federal para combate ao coronavírus, a secretária informou como o recurso será utilizado. “Será gasto de maneira responsável. O executivo faz questão que a prestação de contas seja feita da fora mais transparente possível, inclusive podemos utilizar a casa legislativa para isso”.

Durante o pronunciamento, Wádla frisou que a Unidade de Referência para Sintomáticos Respiratórios está em pleno funcionamento na Estratégia de Saúde da Família do Hildebrando Bento, no centro da cidade. Ela ainda reforçou que não houve falta de Equipamentos de Proteção Individual para os profissionais de saúde, e sim uma racionalização, para que não haja ausência futura.

A transmissão da sessão foi veiculada pelas redes sociais da casa legislativa. Devido ao período de pandemia, a população não pode acompanhar as sessões presencialmente para evitar aglomeração