BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

TJ-BA, Justiça baiana no banco dos réus


Antes se ridicularizava a justiça baiana, quando a expressão: "Existe a Justiça de Deus; a justiça dos homens e a justiça baiana", comumente usual nos corredores do direito, onde nem todos são santos, na Bahia de todos os santos. A Operação desencadeada pela Polícia Federal, batizada de 'FAROESTA' que interrompeu uma série de injustiça no oeste do Estado, sob acusação de corrupção na côrte máxima da justiça estadual, patrocinada pela farra das sentenças ao gosto do freguês, no TJ-BA, renegando a nobreza da toga à tornar-se refém de atos criminosos em, detrimento da lei. Desembargadores e servidores presos, acusados do pior de todos os crimes, a injustiça; fizeram fertilizar nas entranhas do Tribunal de Justiça da Bahia um sórdido balcão de negociatas enlameadas pelos senhores da lei, da oferta, e da procura. Os quase sempre inacessíveis homens de preto, renegavam os pobres mortais a interesses espúrios e ao arrepio da lei, mas o direito fraudado lhes está custando caro, afinal, já era hora de se fazer valer a justiça na própria justiça; não a de Deus, nem a dos homens, mas, a baiana.

  • Cinza ícone do YouTube
  • SoundCloud - círculo cinza