BANNER-INTERNET-728-x-90.gif
Leia Também
  • Antonio Marcos Nunes

Toque de Recolher - Pastores querem reunião com prefeito



As igrejas evangélicas de Eunápolis, representadas pelos seus líderes, reuniram-se, na manhã de sexta-feira (22), no templo sede da 1ª Assembleia de Deus de Eunápolis, tendo na pauta o DECRETO DE TOQUE DE RECOLHER, imposto pelo prefeito da cidade, vedando o direito constitucional de ir e vir dos cidadãos, conforme celebrado esse conceito de liberdade no artigo 5º da Constituição Federal do Brasil. O toque de recolher editado e publicado pelo executivo municipal, com alegação de proteger os residentes em Eunápolis da pandemia do covid-19, estabelecendo horário das 20 horas até as 5 horas do dia seguinte, não foi bem recebido pela comunidade cristã, que gerou entre seus líderes questionamentos quanto ao horário, provocando entre as lideranças a união em torno de uma agenda com o prefeito municipal para um acordo quanto ao horário inicial do Toque de Recolher, reconsiderando seu início das 20 horas para as 22 horas, em face das celebrações dos cultos nas instituições religiosas dar-se das 19 às 21 horas. A tratativa com o prefeito da cidade visa proteger um dos pilares do Estado Democrático, a liberdade de culto religioso. Uma comissão foi estabelecida com 5 integrantes para tratar da pauta com o gestor municipal, mas até o fechamento da matéria o gabinete do prefeito não havia respondido aos pastores.


Comissão para reunião com o prefeito ficou assim constituída:

Pr. Marcos (Canaã)

Pr. Vanildo (Quadrangular)

Pr. Renato (1ª Assembléia)

Ap. Ronilto (Betel)

Pr. Antônio (Getsêmani).