top of page
  • Foto do escritorRedação

Valor exorbitante gasto com lixo em Itagimirim chama à atenção


caminhão coletor em uma rua

Com custo de quase 1.500.000,00 (Um Milhão e Quinhentos Mil Reais) de outubro de 2022 a Agosto de 2023, a licitação de Limpeza Pública de Itagimirim é alvo de suspeita quanto ao valor gasto, diante do que realmente é ofertado aos munícipes.


Vamos Explicar...

O custo mensal de quase 150.000,00 (Cento e Cinquenta Mil Reais) para a coleta de lixo de uma população de pouco mais de Seis Mil Habitantes em 10 meses tem chamada a atenção da população itagimiriense, o que levanta suspeitas sobre os gastos exorbitantes, diante do que é de fato oferecido para a população. Sem qualquer equipamento novo, antes o que se tem é um caminhão-coletor velho com 15 anos de uso e que sempre está com defeito, além de uma caçamba simples e uma retro-escavadeira. Vale lembrar que a coleta em União Bahiana, único distrito do município só é feita uma vez por semana.


Outro ponto curioso na relação da empresa contratada com a prefeitura é que na sede do município os funcionários são contratados pela empresa e não recebem direitos fundamentais pela função exercida, como insalubridade e periculosidade, no entanto quem faz o mesmo serviço no distrito de União Bahiana são servidores da prefeitura e tem todos os direitos assegurados e assim recebem salários maiores, mesmo atrelados ao serviço licitado para a empresa prestadora do serviço.


A população busca respostas do prefeito da cidade, Luizinho, sobre o valor gasto com a licitação na coleta de lixo com a empresa MATC MANUTENCAO TRANSPORTES E SERVICOS LTDA. Com a palavra o prefeito da cidade.


O Portal cdn24horas abre espaço ao contraditório.




Comments


NOS ACOMPANHE E NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • TikTok
  • Youtube
  • Soundcloud
  • Whatsapp
  • Telegram

Role para baixo e veja mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00_edited.jpg
IMG_6502.gif
PC CA.png
bottom of page