top of page
CDN 24H 300X250.png
  • Foto do escritorRedação

Bahia bate novo recorde na safra de grãos de soja este ano

A produção de soja do estado da Bahia vem apresentando expansão ao longo dos últimos anos, batendo sucessivos recordes. Com cerca de 99% da safra de soja colhida na safra 2022/23, a estimativa da produção, de acordo com dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), é de 8 milhões de toneladas. Se a expectativa se confirmar, o aumento será de 8,6% em relação ao total da safra 2021/22.

A Bahia também continua como o estado com maior produtividade no âmbito nacional. Segundo a Conab, isso ocorre desde a safra 2020/21 e, na safra atual, a produtividade terá um acréscimo de 4,5% em relação ao ciclo anterior, alcançando os 4.020 kg por hectare (67 sacas/hectare), o que representa a melhor média do Brasil.

O superintendente de Política do Agronegócio da Seagri, Claudemir Nonato, explica os motivos que favorecem a produção de soja na Bahia:


“Dados da Conab situam a Bahia como um dos mais importantes estados produtores de soja no Brasil, ocupando a sétima posição no ranking nacional. Isto ocorre devido às condições de solo e clima da região que favorecem a cultura, com estações bem definidas, topografia plana, índices pluviométricos satisfatórios e uma extensa bacia hidrográfica com rios perenes sobre o aquífero Urucuia, o que potencializa a irrigação, aliado ao profissionalismo dos produtores, e ao crescente investimento em tecnologia”.

 

Área e produtividade

Já Luiz Stahlke, gerente de Infraestrutura da Aiba, revela que dois fatores foram importantes para explicar o aumento de 8,6% na produção da safra atual em relação a anterior, primeiro a área plantada, que foi 4,5% maior e em segundo lugar, a manutenção da melhor média de produtividade já alcançada no oeste baiano, que também corresponde a maior média nacional.


 

Carro-chefe do oeste

“A soja é o carro chefe da produção agrícola do oeste da Bahia, ocupando mais de 65% da área total cultivada na região, com ênfase para os município de Formosa do Rio Preto, São Desidério, Barreiras, Correntina, Luís Eduardo Magalhães, Riachão das Neves, Jaborandi, Cocos, Baianópolis, entre outras”, aponta Claudemir Nonato.


O superintendente diz ainda acreditar que o estado deve continuar batendo recordes e expandindo a produção de soja nos próximos anos, já que os produtores estão cada vez mais comprometidos e um exemplo disso é a A Bahia Farm Show, a maior feira de tecnologia do Norte e Nordeste, estando entre os três principais eventos do Brasil.


Ele pontua que a feira se tornou uma vitrine de expansão do agronegócio, atraindo visitantes e expositores de todo o país e do mundo. Esse ano o evento será realizado em Luís Eduardo Magalhães, e ocorrer entre 6 a 10 de junho.


Luiz Stahlke segue na mesma linha de pensamento: “Esperamos continuar crescendo em novas áreas, cerca de 4% ao ano e, com o clima favorável aliado ao manejo ideal, devemos sim continuar batendo recordes”.


Por - Atarde

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube

Nos siga nas redes sociais.
Curta, comente e compartilhe!

Role para baixo e veja abaixo mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00.JPG
728x90-min.gif
Veja Também
PC CA.png
bottom of page