top of page

NOS ACOMPANHE E NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • TikTok
  • Youtube
  • Soundcloud
  • Whatsapp
  • Telegram
  • Foto do escritorRedação

Eunápolis| Morte de PM em troca de tiros com marginais reflete insegurança na cidade


Eunápolis vive dias de insegurança e medo. A população sente o reflexo do avanço da criminalidade, diante das cenas de terror imposta pela marginalidade; enquanto o poder público municipal brica de "rua da alegria"essa mesma rua sangra. Na madrugada de domingo (05), um policial militar que estava de folga, foi assassinado numa festa em uma casa de eventos na estrada da Colônia, durante uma troca de tiros. Ele, mesmo ferido alvejou o homem que o atingiu, este também veio a óbito no local. Um amigo do policial também foi alvejado no abdômen durante a troca de tiros, e, até o momento do fechamento da matéria estava na UTI do Hospital Regional em estado grave; um outro homem envolvido no episódio morreu na manhã de sábado, durante troca de tiros com a polícia no bairro Moisés Reis. Vale ressaltar, que, os dois homens mortos, tanto o alvejado pelo policial, quanto o abatido em confronto com a policiais na manhã de domingo tinham passagens pela polícia (envolvimento com o tráfico de drogas).


Cenas de Guerra nos bairros

A disputa pelo domínio do tráfego de drogas tem deixado moradores dos bairros Santa Lúcia e Itapoan em pânico, diante dos constantes tiroteios. Muros, paredes e portões de vários imóveis guardam as marcas dos tiros de diversos calibres. Mortos e feridos, na disputa pelo crime, expõe a realidade diante da falta de segurança pública.


Sem incentivo para a juventude

Sem a adoção de políticas públicas para a promoção da juventude, nem qualquer arcabouço que sustente uma contrapartida da prefeitura de Eunápolis que integre jovens e adolescentes num projeto sólido voltado para esse público, numa tentativa de oferecer possibilidades, antes desses jovens serem aliciados pela criminalidade, o que a população tem assistido é a completa ausência do poder público, diante da escalada da violência.

Comments


Role para baixo e veja mais notícias

Todos os temas tratados neste veículo de comunicação, mesmo conteúdos que expressam opinião, são obedientes ao critério jornalístico relacionado a fatos e acontecimentos, dentro do direito à liberdade de expressão, assegurado na Constituição Federal do Brasil, sem qualquer intenção ou motivação pessoal de agredir pessoa alguma, tão somente expressar de forma legítima o DIREITO de opinar sobre fatos verídicos e acontecimentos reais, no amplo exercício de um jornalismo livre e plural.

 

Antonio Marcos Nunes dos Santos

Jornalista - Registro 0006829/BA  

00_edited.jpg
PC CA.png
bottom of page